::Endocrinologia



 

Novo medicamento para diabetes mostra
resultados promissores no tratamento da obesidade

Dr. Geraldo Santana – Endocrinologista
Diretor do Instituto Mineiro de Endocrinologia

 


Lançado em 2011 no Brasil como opção terapêutica para o tratamento do diabetes tipo 2, a liraglutida (nome comercial: Victoza) vem demonstrando bons resultados no controle do excesso de peso mesmo em pessoas obesas sem diabetes.

 

Um estudo europeu multicêntrico com duração de dois anos e publicado em agosto/2011 no International Journal of Obesity avaliou a segurança e eficácia da liraglutida em pacientes obesos sem diabetes. Os resultados mostraram que a medicação, quando associada a dieta e exercícios, foi bem tolerada e promoveu uma perda de peso clinicamente significativa e que se manteve no período avaliado mesmo após a parada da medicação. Notou-se ainda, após os dois anos, uma redução dos fatores de risco para doenças cardiovasculares e metabólicas (ex: diabetes e dislipidemias)

 

A liraglutida é um análogo do GLP-1, ou seja, imita a ação deste hormônio.  O GLP-1 é um hormônio produzido normalmente em nosso organismo pela porção final do intestino delgado e sua secreção é estimulada pela chegada do alimento nesta região. Após ser secretado, o GLP-1 promove o aumento da saciedade e consequentemente redução da ingestão de alimentos por dois mecanismos: uma ação sobre o centro da saciedade no cérebro e por causar um retardo no esvaziamento do estômago. Se houver uma hiperglicemia, como ocorre em pacientes diabéticos, também estimula o pâncreas a secretar insulina. É exatamente por esta ação “inteligente” de apenas aumentar a secreção de insulina se a glicemia estiver elevada que seu uso vem sendo estudado e aplicado em pacientes obesos sem diabetes.

 

Por não possuir uma ação direta na química cerebral, pois apenas imita a ação de um hormônio que já é secretado pelo nosso organismo, apresenta menos efeitos colaterais quando comparado com os medicamentos anti-obesidade clássicos que atuam diretamente sobre o cérebro. Tanto nos estudos como no acompanhamento de pacientes tratados, os efeitos colaterais mais observados foram náuseas, diarréia e dor de cabeça geralmente transitórias e que, na maioria dos casos, cessaram com o decorrer do tempo. Por esta razão, tem sido frequente a recomendação de se começar com uma dose menor na primeira semana para facilitar a adaptação.

 

A aplicação diária da liraglutida proporciona efeitos mais prolongados que o próprio GLP-1 o que melhora a sua ação estimuladora da saciedade mesmo antes do alimento chegar ao final do intestino. Seu perfil de ação permite que a liraglutida tenha uma perspectiva de uso, por exemplo, em pacientes com doenças cardiovasculares ou psiquiátricas que, dependendo da intensidade e nível de controle, podem estar contraindicados ao uso dos usuais moderadores de apetite disponíveis.

 Dietas

O medicamento é injetável e aplicação é feita pelo próprio paciente,uma vez ao dia, no subcutâneo. A medicação já vem em uma caneta aplicadora equipada com uma agulha muito fina o que torna a aplicação praticamente indolor.

 

Apesar dos bons resultados observados com o uso do Victoza em pacientes obesos, é fundamental destacar que se trata de uma medicação nova e portanto necessita de seleção criteriosa dos pacientes e deve ter acompanhamento clínico e laboratorial frequente. Sua principal indicação é para pacientes diabéticos tipo 2 com excesso de peso, para a qual já possui aprovação dos órgãos reguladores. Novos estudos já estão em andamento para comprovar sua segurança no tratamento da obesidade sem diabetes. Embora novas medicações sejam geralmente percebidas pela população como produtos milagrosos, deve se ressaltar que nenhum medicamento anti-obesidade atinge seu objetivo se não houver três elementos fundamentais: motivação, compromisso e disposição para mudança do estilo de vida.

 

Ref: Safety, tolerability and sustained weight loss over 2 years with the once-daily human GLP-1 analog, liraglutide – August/2011


Esta matéria foi útil pra você?

Sim Sim   Não Não   



Envie esta página para um amigo.

Seu nome: E-mail do amigo:



Keywords: obesidade, diabetes, liraglutida, liraglutide, glucagon-like peptide-1, análogo GLP1, GLP-1, Victoza, Novo Nordisk, Belo Horizonte, BH, MG, 2011



Topo



 

Instituto Mineiro de Endocrinologia
Coord: Dr. Geraldo Santana - Endocrinologista - CRM 24606


  • Rua Alagoas, 601 Savassi Belo Horizonte MG
  • (31) 3262-3555

© 2000-2014 Direitos reservados